Top 10 – Importantes dicas de renderização em Revit Architecture

revit-architecture_0h0cs

Dicas de renderização no Revit por Dean Dalvit

Adaptado do artigo original em inglês

 Perspectiva Nordeste
O objetivo de Dean ao escrever o artigo foi o de encontrar uma combinação certa de configurações, de forma a obter uma renderização razoavelmente boa em relativamente pouco tempo. Confira suas 10 dicas para alcançar a meta proposta:
1. Certifique-se de que você esteja executando o Revit com mais memória do que os requisitos mínimos.No mundo da computação de hoje, memória RAM é rei e quanto mais, melhor. Se você encontrar coisas parando fora ou tomando um monte de tempo para realizar, as chances são de que a sua memória esteja sobrecarregada. Um pequeno investimento poderá lhe trazer grandes benefícios.
2. Selecione a resolução adequada para o trabalho. Pela minha experiência, posso dizer que a diferença entre a resolução média e e a alta é quase imperceptível, mas a diferença de tempo é significativa. A menos que você esteja fazendo imagens de grande formato para apresentação impressa, é possível obter qualidade razoável para enviar arquivos por e-mail. JPGs em uma fração do segundo. Além disso, tenha cuidado com a região que você escolher para renderizar. Ajuste  apenas o que você realmente precisa. 
3. Renderização de vistas criadas com uma perspectiva de câmera. Use a ferramenta câmera no menu suspenso e brinque com as configurações. Estas vistas sempre serão mais realistas do que uma vista isométrica da visão 3D básico. Uma vez que você consiga uma vista direita satisfatória, por exemplo, pode salvá-la e voltar a ela mais tarde. Também é importante observar que o fundo do céu se forma nas vistas de perspectiva e não na vista básica 3D. 
4. Salve suas representações para o projeto. Durante muito tempo, eu exportei as vistas a partir do navegador de renderização para .JPG. É muito mais útil salvá-las no projeto e nomeá-las com a mesma definição das vistas, de modo que você possa percorrê-las a qualquer momento. 
5. Executar testes antes da renderização final. Esta dica parece tão básica, mas é fácil de se perder nesta questão. Você pode pensar que tem tudo sob controle, executar o processamento, sair para o almoço, só para voltar e descobrir que suas configurações de renderização foram definidas para a manhã, quando você queria tarde. Selecione vistas do projeto para testar antes de se comprometer com a renderização final. Você também pode renderizar uma pequena região de uma imagem antes de partir para o render completo.
 Perspectiva Sudeste 1
6. Preencher a imagem com objetos da vida real. Itens como móveis, plantas, gramados, um carro, pessoas tornarão a renderização mais próxima do real. Embora eu não tenha sido capaz de gerar arquivos renderizados com alta definição no Revit (principalmente porque não tenho tempo ou experiência para modelar o edifício em um nível de detalhe que garantisse isso), esses objetos ajudam a animar a imagem e uma grande quantidade de objetos são modelados com um elevado grau de qualidade. 
7. Gastar tempo ajustando os materiais externos. Alguns dos materiais básicos do softwaresimplesmente não ficam satisfatórios na imagem renderizada, enquanto outros sim. Ainda estou para ver metal escovado sobre uma superfície plana que realmente atenda às minhas expectativas. No entanto, no editor de materiais, há várias opções para explorar e, uma vez que algo lhe agrade, pode reservar para usar em projetos futuros.
8. Considere Revit 64 bits. Para ser perfeitamente honesto, eu não sei muito sobre isso, mas eu entendo que a versão de 64 bits do Revit executa as renderizações significativamente mais rápido e de forma mais suave. Gurus gráficos podem falar muito mais sobre isso do que eu mas, com um entendimento básico, você também concluirá que a versão de 64 bits é melhor que a de 32 bits, independentemente do que você faça.
9. Esteja ciente do esquema de iluminação que está usando. Este é um tópico grande o suficiente para justificar a sua própria postagem (ou mesmo um livro) mas, no nível básico, tente ser realista. Definir parâmetros como data, hora e local para o desenho e controlar a posição do Norte para apresentações externas, lhe permitirá realizar um estudo solar e fazer sua apresentação ainda mais realista. A iluminação artificial é mais relevante para vistas noturnas ou representações de interiores. Neste caso,  você terá que inserir a iluminação no modelo e ouso dizer que será  um modelo bastante avançado em relação ao básico que estamos discutindo aqui. 
10.) Seja realista sobre suas expectativas.Se você precisa de poder de renderização, o Revit  provavelmente não seja a ferramenta mais indicada. Outros softwares como o 3D Studio são muito mais adequados para este tipo de trabalho. Tivemos grande sucesso com a construção do modelo para um nível prático de detalhes necessários para os desenhos de arquitetura e, em seguida, executamos a renderização fotorrealista em outra plataforma. Porém, no seu caso, tudo dependerá de seus objetivos, das necessidades do projeto que esteja desenvolvendo. Você pode obter grandes resultados com o render do Revit mas, se espera imagens que se confundem com fotos, pode ficar desapontado.
Perspectiva Sudeste 2

E você, concorda com o autor? Trabalha de outra forma? Tem outras dicas? Compartilhe conosco!